Arthur Frazão

Base

Nome

Arthur Frazão

Nome Artístico

Arthur Frazão

Membro desde

2012-03-10

Cidade

Rio de Janeiro

Atividade

Editor(a)

Especialidades

Ficção, TV/Dramaturgia, Documentário, TV/Não ficção

Software

Premiere, Final Cut 7, Final Cut X, Avid

Idiomas

Português, Inglês, Francês, Espanhol

Prêmios

Melhor montagem de longa documentário no Festival de Cinema de Goiânia (2008) – “1958 – O Ano em que o Mundo Descobriu O Brasil”

IMdb

http://www.imdb.com/name/nm4894302/

Email

arthurfrazao@gmail.com

Curriculo

Graduado pela Escola de Comunicação Social da UFRJ (2007). Mestre pelo Programa de Pós-graduação em Comunicação e Cultura da UFRJ (2018), com pesquisa sobre cinema experimental e reemprego de imagens.

 

Assina a montagem dos longas “Os Quatro Paralamas”(2020) de Roberto Berliner e Paschoal Samora, “Depois do Vendaval” de José Carlos Asbeg e Luiz Arnaldo Campos, “Os Príncipes”(2018) de Luiz Rosemberg Filho, “Iran”(2017) de Walter Carvalho, “Guerra do Paraguay”(2016) de Luiz Rosemberg Filho, “Nise – Coração da loucura”(2015 – montagem adicional) de Roberto Berliner, “Estrada de Sonhos”(2015) de Pedro Von Krüger, “Mentiras Sinceras” (2011) de Pedro Asbeg e “1958: O Ano em que o Mundo Descobriu o Brasil” (2008) de José Carlos Asbeg. Editou o média “Depois Rolo o Mocotó” (2009) de Jeferson Oliveira Don e Debora Herszenhut e diversos curtas como “Paulo Bruscky”(2016) de Walter Carvalho, “Buscando Helena”(2016) de Roberto Berliner, “Caetana” (2014) de Felipe Nepomuceno e “Nossas Imagen$” (2009) de Luiz Rosemberg Filho.

 

Para a televisão, editou, entre outras, as séries “Som da Rua – Rio” (inédito – Canal Curta!), “Depois do Vendaval” (Canal Brasil, 2018), “Histórias de Adoção” (GNT, 2016), “Enquanto Isso” (SporTV, 2016), “Sangue Latino” (Canal Brasil, 2011-2016), “Fanáticos”(Esporte Interativo, 2014-2015) e “Promessas do Futebol”(Esporte Interativo, 2014-2015), “Música.doc“ (VH1, 2012) para VH1, “1958: O Ano em que o Mundo Descobriu o Brasil” (Tv Brasil, 2010), “Globo Educação” (Tv Globo e Canal Futura, 2009) e “Tom da Caatinga” (Canal Futura, 2008) .