Eventos edt. > Nova diretoria edt. 2019!

A Assembléia Geral da edt.rio – Associação de Profissionais de Edição Audiovisual, se realizou às 15 horas do dia 30 de março de 2019, no STIC que se localiza à Rua do Teatro, 7, no Largo do São Francisco, Centro, em Rio de Janeiro.

O Presidente da edt., Pedro Bronz, começou a reunião agradecendo a presença de todos e ressaltando a importância da participação neste momento que o audiovisual brasileiro atravessa, estreitando também as relações com outras entidades, como o STIC (Sindicato Interestadual da Indústria Cinematográfica e do Audiovisual) onde foi realizada a reunião. O encontro foi aberto também para não associados a fim de ampliar a divulgação da forma de trabalho da edt.. Porém, apenas os associados tiveram poder de voto. A nova diretoria para o ano de 2019 foi apresentada lembrando sobre a necessidade do revezamento anual que conta com o apoio de todos interessados na edt., e assim, convidando o restante do corpo de associados a se envolver durante a gestão. Pedro Bronz segue reeleito na diretoria, Marcia Medeiros e Arthur Frazão se alternam na vice-diretoria, Isabel Vidor assume o cargo como Primeira Tesoureira, Giovanna Patané Giovanini como Segunda Tesoureira, Liana Riente toma posse como Primeira Secretária, Thaís Inácio como Segunda Secretária, e finalmente, Tainá Moraes e André Indio tornam-se Conselheiros da equipe.

Realizando um balanço do ano 2018 na associação reforçou-se os agradecimentos aos associados Rodolfo VazMari Becker, Natália Mizher e Itauana Coquet por terem participado da diretoria em 2018, dedicando seu tempo para o coletivo. O trabalho realizado pela Tainá Moraes na equipe de comunicação foi destacado pela constância nas postagens das redes sociais, além da estratégia intimista, informativa e bem humorada.

Sobre os benefícios oferecidos pela associação, Márcia Medeiros ressaltou a importância de valorizar o espírito coletivo para que a edt. não se torne apenas um clube de vantagens. E que é preciso reforçar a missão da organização e a troca que é necessária com cada associado, abrindo as portas para a contribuição com ideias, dentre outros. Foram levantadas possibilidades de realizar encontros curtos ao longo do ano com demandas do dia a dia dos editores, reciclagem de formação, etc, para além do encontro anual, como ocorreu com o curso ministrado pelo João Velho em 2018. Está em andamento a realização de um primeiro encontro, com a possibilidade de girar em torno de apresentações curtas sobre processos de montagens.

Foi informado que o site atualmente está em um processo de transição. As providências para o conserto já foram tomadas e, por isso, as inscrições que são feitas pelo site deverão ser encaminhadas, temporariamente, para o e-mail da edt.. Essa informação também será publicada de forma isolada, até a normalização do site.

Sobre o Encontro edt. de 2019 foi decidido por votação tentar viabilizar a próxima edição em São Paulo com uma organização coletiva com a AMC – Associação dos Montadores de Cinema, de São Paulo. Desse modo, à princípio, o encontro seria anual, mas alternaria sua realização em cada cidade. O objetivo dessa iniciativa é fortalecer a troca em âmbito nacional das discussões pertinentes ao campo da montagem que vêm sendo levantada pela edt. e AMC. Para elaborar melhorar essa possibilidade foi eleita uma comissão formada por Fernanda Bastos, Nina Galanternick e Thaís Inácio. Nesse ponto, foi ressaltado todo o esforço da equipe responsável pelo evento do ano de 2018, embora a conclusão seja de que, devido a inúmeras situações políticas e de realização, a participação tenha sido mais esvaziada. Ainda sobre o evento passado, foram retomadas as edições das palestras para disponibilização no canal do Youtube. Além disso, decidiu-se fortalecer o apoio com a Proclass Treinamentos e convidar mais parceiros.

As premiações que a edt. ofereceu no ano passado dentro dos eventos É Tudo Verdade / It’s All True e Semana de Cinema foram elogiadas e planejou-se para este ano a continuidade deste trabalho de reconhecimento dos profissionais da montagem. Abriu-se também a possibilidade de ampliar esses prêmios a outros festivais e a edt. convida os associados que tiverem interesse nessa função de fazer essa conexão com os festivais e exercer a curadoria, que entrem em contato (contato@edt.org.br). Foi observado também a necessidade de publicizar mais os prêmios entregues, portanto, pediu-se esse apoio em assessoria de imprensa e divulgação por parte dos associados.

Por último, tomados pela notícia sobre o acordo publicado neste mês de abril, em que o TCU (Tribunal de Contas das União) notifica a ANCINE – Agência Nacional do Cinema a fazer modificações profundas nas prestações de contas para poder seguir com a gestão do FSA e de linhas de fomento, foi proposto redigir uma carta junto à AMC, bem como, pensar ações estratégicas para se envolver na questão na intenção de entender a situação devido à ciência do impacto no setor audiovisual. Nesse sentido, ressaltou-se aos associados um espaço para sugestões nesta ação em torno da ANCINE.

A existência da edt. se justifica em torno de um trabalho contínuo e coletivo para os profissionais da edição que, em geral, encontram-se isolados em processos de trabalho cada mais individualizantes. Por isso, em um convite à participação, encerraram-se as atividades do dia.

Rio de Janeiro, 30 de março de 2019.

“Todo coletivo se constitui de indivíduos e do levante de uma quantidade de singularidades. O levante é sempre uma aventura coletiva, uma palavra que não existe individualizada.” (Em “O acontecimento Levante” – Antônio Negri)

Compartilhar