Irmã Dulce, montado por Tainá Diniz, estreia dia 27 de novembro

27.NOV.14 |“Irmã Dulce” narra a trajetória da beata indicada ao Nobel da Paz e chamada em vida de “Anjo Bom da Bahia” graças a sua dedicação abnegada aos necessitados, doentes e miseráveis. Capaz de atravessar Salvador de madrugada para amparar um menino de rua ou de pedir dinheiro a políticos em pleno palanque, Irmã Dulce enfrentou o preconceito, o machismo e os dogmas da igreja, além de sua própria doença respiratória, para construir sua obra social. Candidata à canonização, a religiosa reúne três qualidades definidoras dos brasileiros: fé, alegria e obstinação. O filme foi dirigido por Vicente Amorim e montado por nossa associada Tainá Diniz (montagem adicional de Manga Campion e Eduardo Hartung, assistência de montagem de Rodrigo Ambar e Clarice Mittelman). Tainá Diniz nos contou com exclusividade sobre o trabalho: Uma característica importante do processo de edição do Irmã Dulce foi lidar com o prazo. Devido a data de lançamento, tínhamos um tempo determinado e curto para editar. Então abrimos mais frentes: uma em São Paulo, com o Manga, e outra no Rio, com o Edu, ambos focados em trechos específicos. Contamos também com dois assistentes e uma planilha para organizar tudo! O que parecia um fator limitante acabou sendo uma das melhores surpresas do processo. Trabalhar com uma equipe grande foi um catalisador de idéias. Nossa troca de impressões e sentimentos fez com que o filme levasse o melhor de cada um. Ganhamos ao ter uma equipe integrada, dedicada e sincera. Trailer:

edt vai premiar melhor montagem de invenção na Semana dos Realizadores

19.NOV.14 | A edt e a Semana dos Realizadores selam uma parceria nesta sexta edição do festival. Uma comissão indicada pela diretoria da edt. vai conceder o Prêmio edt. - Ricardo Miranda de Montagem de Invenção para longas-metragens e curtas e médias-metragens em competição no festival, que acontece de 20 a 26 de novembro. A diretoria indicou para compor o juri um nome integrante da diretoria atual, Vinicius Nascimento, um nome da diretoria anterior, Nina Galanternick, e um nome dentre os associados, Joana Collier. O trio terá a responsabilidade de conceder esse prêmio às montagens que melhor expressem sua potência inventiva. O festival tem por regra oferecer 2 prêmios, respectivamente, ao melhor longa-metragem e melhor curta ou média-metragem, e além desses há 3 prêmios que podem ser concedidos pelo juri de acordo com sua avaliação. Agora, o prêmio edt. garante à montagem uma premiação permanente. O prêmio edt.- Ricardo Miranda, além de ser  uma homenagem ao querido Ricardo Miranda, mestre da montagem de invenção, que nos deixou este ano, é também uma iniciativa de promover o reconhecimento do trabalho de nossos pares e divulgar nosso ofício. "Considero o montador um autor - reflito e vejo o cinema do Brasil, atualmente, como um cinema pequeno, com um grande desamor para com os inventores. Donos de uma força monumental, de um vontade de jogar para as plateias filmes de significação, aposta, sentido, emoção, beleza, audácia, coragem e generosidade." Ricardo Miranda Confiram abaixo a lista dos concorrentes!   Longas-metragens em competição A misteriosa morte de Pérola 62 min. digital. 2014. CE. Direção: Guto Parente Montagem: Guto Parente 23/11 - 19h A vizinhança do tigre 95 min. digital. 2014. MG. Direção: Affonso Uchoa Montagem: Luiz Pretti, Affonso Uchoa e João Dumans 20/11 - 21h30 Batguano 75 min. digital. 2014. PB. Direção: Tavinho Teixeira Montagem: Arthur Lins 21/11 - 19h15 Brasil S/A 70 min. digital. 2014. PE. Direção: Marcelo Pedroso Montagem: Daniel Bandeira 25/11 - 21h30 Com os punhos cerrados 74 min. digital. 2014. CE. Direção: Luiz Pretti, Pedro Diogenes e Ricardo Pretti Montagem: Clarissa Campolina 21/11 - 21h30 Dromedário no asfalto 84 min. digital. 2014. RS. Direção: Gilson Vargas Montagem: Vicente Moreno 25/11 - 19h15 Ela volta na quinta 118 min. digital. 2014. MG. Direção: André Novais Oliveira Montagem: Gabriel Martins 24/11 - 21h30 Flutuantes 75 min. digital. 2013. RJ. Direção: Rodrigo Savastano Montagem: Júlia Bernstein e Rodrigo Savastano 20/11 - 19h15 Noite 80 min. digital. 2014. RJ. Direção: Paula Gaitán Montagem: Paula Gaitán 24/11 - 19h15 Sinfonia da necrópole 85 min. digital. 2014. SP. Direção: Juliana Rojas Montagem: Manoela Ziggiatti 19/11 - 21h30 Urihi Haromatipë – Curadores da Terra-floresta 60 min. digital. 2014. RO. Direção: Morzaniel ƚramari Yanomami Montagem: Pedro Portella, Julia Bernstein e Morzaniel ƚramari Yanomami 22/11 - 19h Ventos de agosto 77 min. digital. 2014. PE. Direção: Gabriel Mascaro Montagem: Ricardo Pretti e Eduardo Serrano 23/11 - 21h   Curtas e médias-metragens em competição A máquina do tempo 5 min. digital. 2013. Brasil/Alemanha. Direção: Gustavo Jahn e Melissa Dullius Montagem: Gustavo Jahn e Melissa Dullius 25/11 - 19h15 Aquele cara 19 min. digital. 2013. CE/MG Direção: Dellani Lima Montagem: Dellani Lima, Ana Moravi 20/11 - 19h15 Arquipélago 28 min. DCP. 2014. Brasil/Chile Direção: Gustavo Beck Montagem: Ernesto Gougain 23/11 - 21h30 Karioka 20 min. digital. 2014. MT. Direção: Takumã Kuikuro Montagem: Takumã Kuikuro 25/11 - 21h30 Nada é 32 min. digital. 2014. CE. Direção: Yuri Firmeza Montagem: Frederico Benevides 23/11 - 19h Nova Dubái 56 min. digital. 2014. SP. Direção: Gustavo Vinagre Montagem: Rodrigo Carneiro 22/11 - 23h30 Retrato n. 1 Povo acordado e suas 1.000 bandeiras 5 min. digital. 2013. MG. Direção: Edu Ioschpe Montagem: Edu Ioschpe 21/11 - 21h30 Rua de mão única 10 min. digital. 2013. MG. Direção: Cinthia Marcelle e Tiago Mata Machado Montagem: Tiago Mata Machado 24/11 - 19h15 Si no se puede bailar, esta no es mi revolución 16 min. digital. 2014. Brasil/Cuba. Direção: Lillah Halla Montagem: Angela Waimai 19/11 - 21h30 Vailamideus 8 min. digital. 2014. CE. Direção: Ticiana Augusto Lima Montagem: Ticiana Augusto Lima 22/11 - 23h30 Vertières I, II, III 10 min. digital. 2014. RJ. Direção: Louise Botkay Montagem: Louise Botkay 22/11 - 19h Vistas e visões 14 min. digital. 2014. SP Direção: André Francioli da Conceição Montagem: André Francioli da Conceição 21/11 - 19h15

edt. marca presença na Semana dos Realizadores

17.NOV.14 | A Semana dos Realizadores chega à sua sexta edição no Rio, se firmando como uma das principais vitrines da atual produção brasileira de invenção em curtas, medias e longas metragens. O evento abre para o público nesta quinta, dia 20, no Espaço Itaú de Cinema e apresenta, em meio à sua programação, alguns filmes montados por associados da edt. Em competição, “Flutuantes”, longa dirigido por Rodrigo Savastano e montado pelo diretor e por Julia Bernstein (ambos associados), será exibido no dia 20 às 19h15. O filme é um ensaio documental sobre a liberdade em seus aspectos mais afirmativos: criação, autonomia, sonho, prática, moradia, política e pensamento. Julia Berstein também montou, com Pedro Portella e Morzaniel ƚramari Yanomami, o longa “Urihi Haromatipë – Curadores da Terra-Floresta”, de Morzaniel ƚramari Yanomami. O filme passa em sessão competitiva dia 22 às 19h. “Claun (Parte 1: Os dias aventurosos de Ayana)”, é o primeiro episódio de um projeto transmídia do diretor Felipe Bragança. A série foi montada pela associada Marina Meliande, e narra uma semana na vida de uma menina tragada pelo mundo das gangues de mascarados do carnaval carioca. Sessão especial dia 26 às 17h. O associado Vinícius Nascimento é o montador de “É Tudo Mentira”, um filme do coletivo mídia ativista ¡No pasarán!, que tem com foco central a guerra midiática em torno dos protestos no Brasil em 2013. Sessão dia 25 às 17h. A mostra especial Mestres presta homenagem ao diretor Luiz Rozemberg Filho. Seu mais recente longa-metragem, “Dois Casamentos”, montado pela associada Joana Collier, terá sua pré-estreia no dia 26 às 19h. O filme gira em torno de duas personagens femininas, que conversam sobre a vida, o afeto e o casamento. A edt. ainda estará presente em outras atividades da semana, que divulgaremos em breve. Confira a programação em http://www.semanadosrealizadores.com.br/site/programacao/grade/

Montagem de Nina Galanternick premiada em Recife

04.NOV.14 | A sétima edição do Janela Internacional de Cinema do Recife realizou sua cerimônia de premiação no ultimo domingo, dia 2 de novembro. A associada da edt. Nina Galanternick e Karen Sztajnberg receberam o prêmio de melhor montagem por “Casa Grande”, longa de Fellipe Barbosa. Sobre a montagem do filme Nina contou que: “A maioria das sequencias foram filmadas em planos-sequencia, então uma tarefa importante e demorada era a escolha do melhor take. O material bruto era muito rico e cheio de informações, um grande desafio era escolher quais informações deixar no filme e quais omitir, oferecendo lacunas ao espectador, mas com muito cuidado para que não se tornassem abismos. Mas a tarefa mais trabalhosa mesmo foi acertar a mão na construção das relações de afetividade entre os moradores da casa e os empregados” O curta “O Bom Comportamento”, dirigido e montado pela associada Eva Randolph, recebeu o prêmio de melhor som na categoria curta. O festival, dirigido pelo cineasta Kleber Mendonça Filho, exibiu mais de 130 produções brasileiras e estrangeiras e teve recorde de público desde sua primeira edição em 2008: este ano, 17 mil pessoas frequentaram sessões em três espaços da cidade, incluindo o tradicional Cinema São Luiz. É muito bom ver associados tendo seus trabalhos reconhecidos! Parabéns! Foto 255   Confira a lista completa dos premiados:  Competição de longas *Júri: Chris Stults, João Vieira Jr e José Geraldo Couto Melhor longa: “A Professora do Jardim de Infância” (Haganenet , Israel /França, 2014), de Nadav Lapid Melhor DireçãoGabriel Mascaro, por “Ventos de Agosto” (PE, 2014) Melhor Imagem: “Jauja” (Argentina/França, 2014), de Lisandro Alonso Melhor SomMaurício d´Orey, por “Ventos de Agosto” (PE, 2014), de Gabriel Mascaro Melhor MontagemNina Galanternick e Karen Sztajnberg, por “Casa Grande” (RJ, 2014), de Fellipe Barbosa  Competição Nacional de Curtas *Júri: Barbie Heussinger, Rafael Ciccarini e Nara Normande Melhor curta: “Quinze” (MG, 2014), de Maurílio Martins Melhor imagem: “Nua por Dentro do Couro” (MA, 2014), de Lucas Sá Melhor som: “O Bom Comportamento” (RJ, 2014), de Eva Randolph Melhor montagem: “A Era de Ouro” (CE, 2014), de Leonardo Mouramateus Menção honrosa: “O Lugar Mais Frio do Rio”, de Madiano Marcheti  Competição Internacional de Curtas *Júri: Michael Gibbons, Karen Black e Roberta Veiga Melhor Filme: “A Galinha” (The Chicken, Alemanha, 2014), de Una Gunjak Melhor Montagem: “Redenção” (Redemption, Portugal, França, Alemanha e Itália, 2013), de Miguel Gomes Melhor Som: “A rainha” (La Reina, Argentina, 2013), de Manuel Abramovich Melhor imagem: “Bens Abandonados” (Abandoned goods, Reino Unido, 2014), de Pia Borg e Edwar Lawrenson  Prêmio João Sampaio para Filmes Finíssimos que Celebram a Vida “A misteriosa morte de Pérola” (CE), de Guto Parente e Ticiana Augusto Lima  Prêmio Aquisição Canal Curta! (R$ 5 mil) “A Era de Ouro” (CE), de Leonardo Mouramateus  Prêmio Janela Crítica Curta nacional: “La llamada” (SP), de Gustavo Vinagre Curta estrangeiro: “Oh Lucy” (Japão), de Atsuko Hirayagi Longa: “A misteriosa morte de Pérola” (CE), de Guto Parente e Ticiana Augusto Lima  Júri ABD/APECI (curtas nacionais) Júri: Gabi Saegesser, Mauricio Correia e Roberto Azoubel 1º lugar: “Quinze” (MG, 2014), de Maurílio Martins 2º lugar: “Noites traiçoeiras” (PE, 2014) de João Lucas  Prêmio FEPEC – Federação Pernambucana de Cineclubes Júri: Pietro Félix, Gabriela Saldanha e Fabiana Maria  Melhor Filme Para Reflexão: “Si no se puede bailar, esta no es mi revolución” (SP/Cuba, 2014), de Lillah Hallah  

Mostra Internacional de Cinema de São Paulo premia filmes montados por associados edt.

02.NOV.14 | A 38ª Mostra Internacional de Cinema de São Paulo anunciou seus premiados. Dentre eles, dois longas-metragens foram montados por associados da edt.. São eles "Casa grande", de Fellipe Barbosa, montado pela associada Nina Galanternick e por Karen Stajnberg, ganhador do prêmio da Associação Brasileira de Críticos de Cinema, a ABRACCINE; e "Encantados", de Tizuka Yamasaki, montado por Tainá Diniz e Martha Luz, recebeu o Prêmio da Juventude – Melhor Filme Brasileiro. Confira abaixo a lista completa dos vencedores da 38ª Mostra de SP:   Troféu Bandeira Paulista 2014
Prêmio do Júri – Melhor Ficção "Entre mundos", de Feo Aladag (Alemanha) Prêmio do Júri – Melhor Documentário "A guerra das patentes", de Hannah Leonie Prinzler (Alemanha) Prêmio do Público – Melhor Ficção Internacional "Relatos selvagens", de Damián Szifrón (Argentina, Espanha) "Do que vem antes", de Lav Diaz (Filipinas) "Sam", de Elena Hazanov (Suíça) Prêmio do Público – Melhor Ficção Brasileiro "A história da eternidade", de Camilo Cavalcante Prêmio do Público – Melhor Documentário Internacional "Charles Chaplin: A lenda do século", de Frédéric Martin (França) Prêmio do Público – Melhor Documentário Brasileiro "Cássia", de Paulo Henrique Fontenelle Prêmio da Crítica – Melhor Filme "Leviatã", de Andrey Zvyagintsev (Rússia) Menção Honrosa da Crítica Mostra Victor Erice (Espanha) "A ilha dos milharais", de George Ovashili (Geórgia) "Retorno a Ítaca", de Laurent Cantet (França) "O pequeno Quinquin", de Bruno Dumont (França) Prêmio ABRACCINE "Casa grande", de Fellipe Barbosa (Brasil) Prêmio Associação Autores de Cinema – Melhor Roteiro "A gangue" (Ucrânia), roteiro de Myroslav Slaboshpytskiy Prêmio da Juventude – Melhor Filme Internacional "Labyrinthus", de Douglas Boswell (Bélgica, Holanda) Prêmio da Juventude – Melhor Filme Brasileiro "Encantados", de Tizuka Yamasaki Prêmio Humanidade Geraldine Chaplin Marin Karmitz Jia Zhangke